Blog / Gestão de TI
Porque ter software licenciado

Segundo a BSA atualmente no Brasil 47% dos softwares instalados não tem uma licença de uso adquirida, ou seja, são piratas. Este número está diminuindo pois em 2015 ele era de 50%, mas ainda há muito a melhorar.

Não é incomum ouvir: “se eu posso baixar de graça, por quê investir no licenciamento de software?” Só que a verdade é que o “barato” pode sair muito caro, principalmente quando se trata de uma empresa. Veja abaixo dois principais motivos para você optar por ter um software licenciado.

Segurança, estabilidade e confiabilidade.

Para instalar um software pirata é necessário buscar o mesmo em locais não seguros, com isso, existe o risco de baixar arquivos infectados por vírus. Isso pode ocasionar lentidão, travamento ou até mesmo o roubo de informações de seu computador. Estes problemas são frequentes em softwares piratas e não ocorrem com o software original, pois os mesmos são fornecidos por empresas que seguem rígidas normas de segurança.

Além da segurança, o software original lhe proporciona estabilidade. Quem adquire uma licença original, recebe atualizações frequentes que, cada vez mais, aprimoram o programa. Com o tempo ele se torna ainda mais estável e funcional para a sua empresa. Lembrando que qualquer problema que você venha a ter em relação ao software, a fabricante fornece um suporte sólido para sua necessidade.

Não violar a lei

Segundo a Lei 9.609/98 a violação de direitos autorais de programas de computador é crime. Neste caso, a empresa que utiliza software pirata corre riscos, pois pode ser autuada em uma possível fiscalização, sendo necessário comprar o software original e pagar multa de indenização que pode chegar a 3.000 vezes o valor do software instalado.

Deve-se dar atenção aos privilégios que o usuário tem em uma rede corporativa, pois segundo a BSA “pesquisas indicam que 15% dos funcionários instalam programas na rede sem que a empresa fique sabendo. E estes problemas podem ser ainda maior, visto que 26% dos funcionários afirmaram instalar programas sem autorização na rede corporativa.” Neste caso mesmo que a empresa siga uma política de ter todos os softwares licenciados os usuários podem estar infringindo a lei, por isso, além do controle de permissão do usuário é importante efetuar um monitoramento e gestão do parque de computadores.

Softwares piratas são um risco constante. A qualquer momento, uma simples fiscalização pode gerar uma despesa desnecessária para um empresário.

Imagem da empresa

O licenciamento de software passa uma imagem de profissionalismo, essencial para uma empresa. Qualquer parceiro de negócio se sente mais confiante em trabalhar com uma empresa que age dentro da lei e, dessa forma, ganha-se mais respeito no mercado.

Ao provar que possui uma preocupação em estar de acordo com a lei, a empresa transmite segurança para seus clientes. Eles saberão que negociam com uma empresa idônea. Vale lembrar que todo esse investimento, esse cuidado com a lei e com a empresa, é reconhecido pelo mercado e por isso o investimento em licenciamento de software traz estabilidade, segurança, confiança e ainda produtividade! Ou seja, ganha-se muito mais do que uma simples licença original.

Fontes :ASV, 4Partner

Compartilhe essa página